You are here
frank underwood house of cards Colunas Séries Últimas Notícias 

House of Cards: a próxima vítima da Netflix?

Existe a possibilidade de House of Cards ser a próxima vítima dos cancelamentos da Netlifx?

A bomba do cancelamento de Sense8 pegou muitos de surpresa, principalmente pelo fato da série possuir um grande cluster de fãs. É… talvez não grande o bastante para uma série que chegou a custar $ 9 milhões de dólares por episódio por conta da grande quantidade de locações – para nível de comparação, Game of Thrones custa $ 12 milhões por episódio.

Sense8 não foi a primeira série original da Netflix a ser cancelada: antes dela foram The Get Down e Marco Polo. Porém, devemos ficar espertos com a possibilidade da Netflix cancelar a sua menina dos olhos: House of Cards.

Eu particularmente semi-infarto toda vez que penso na possibilidade da trama do Frank  e Claire Underwood ser abortada sem um final apoteótico, pois eu sou um fã maluco por House of Cards. Mas depois de tantas baixas, é algo que pode-se considerar, realmente.

house of cards frank e claire underwood

House of Cards foi a primeira série original da Netflix, e contava de cara com um elenco estelar é uma produção e direção de primeira, conduzida por David Fincher e outros grandes nomes poderosos de Hollywood. House of Cards chegou já ganhando prêmios importantes no Emmy e no Globo de Ouro e foi o pontapé inicial para a Netflix começar a produzir uma infinidade de séries próprias.

Porém nem tudo são flores. A conta veio e o saldo não foi assim tão positivo para algumas séries. E vieram os cancelamentos.

O panorama de House of Cards

House of Cards, felizmente, não conta com um orçamento tão alto quanto as suas irmãs que foram descontinuadas. Em 2013, cada episódio custava cerca de US$ 4,5 milhões. Claro que atualmente os valores devem ter subido, com a valorização do elenco e o consequente aumento dos cachês, especialmente de Kevin Spacey e Robin Wright.

A audiência de House of Cards, também felizmente, parece estar acima da média das canceladas. Em 2013 a série era líder absoluta, porém nos últimos anos a audiência deu uma caída, empurrada por novos sucessos (como Stranger Things e Demolidor) e pelo desgaste natural de qualquer série.

audiencia de house of cards

O sinal vermelho poderia tranquilamente ser desligado, não fossem as declarações recentes do CEO da Netflix, Reed Hastings, que afirmou que gostaria que a Netflix se arriscasse mais e consequentemente tivesse uma taxa de cancelamentos mais alta, por conta de experimentações.

Reed elogiou o sucesso de “13 Reasons Why”, que fez muito sucesso com pouco custo de produção; e foi renovada para uma segunda temporada, que teoricamente nem deveria existir, já que a narrativa de Hannah Baker foi encerrada como no livro no qual a série foi baseada.

Então, a tendência da Netflix será muito provavelmente investir em séries próprias de menor orçamento e de maior apelo popular, deixando obras mais sisudas e complexas para seu catálogo de produções de outras produtoras, adquiridas para exibição.

Por quanto tempo mais sobreviverá House of Cards?

 

Related posts

Leave a Comment