You are here
Críticas Séries 

Black Sails – Resenha

Depois de ficar em dia com Game of Thrones e Vikings, eu estava sentindo falta de acompanhar uma série de aventura e ação, eis que me deparo com o pôster de Black Sails no catálogo da Netflix. O pôster e a temática da séries (pirataria) já me chamaram muito a atenção, porém o que me fez dar o play e começar de vez a maratona foi o fato de que a série era inspirada no clássico “Ilha do Tesouro” de Robert Louis Stevenson, além de mesclar com lendas e personagens reais da pirataria como John Silver e Edward Teach.

A série foi criada por Jon Steinberg e Robert Levine e transmitida pelo canal Starz (Outlander, American Gods, The White Queen), estreando no dia 25 de janeiro de 2014. É composta por 4 temporadas com um total de 38 episódios (sim, não é uma série enrolada \o/).

A série acompanha as aventuras do capitão Flint e sua tripulação, que, ao mesmo tempo que estão em busca de um grandioso tesouro espanhol, também lutam contra a marinha britânica para preservarem o paraíso da pirataria: A ilha de New Providence.

A primeira cena do primeiro episódio já nos mostra o clima que acompanhará a série durante todas as suas temporadas. A cena de ação intensa mostra o capitão Flint e sua tripulação invadindo e saqueando um navio. A cena é cheia de adrenalina, ação, lutas e mortes. Apesar disso, Black Sails não se mantém apenas em ação e violência, pelo contrário. A trama acaba virando um jogo de intrigas e interesses comandado por piratas, o que poderia dar errado não é mesmo? Além disso explora muito bem os conflitos pessoais de cada um, as relações entre os personagens e, para fechar com chave de ouro, um pouco de conflito pirataria vs marinha real.

série

Outros pontos positivos da série é a representatividade feminina que, mesmo as mulheres estando no meio de piratas em uma época e ambiente nem um pouco favorável à elas, ainda sim são mulheres muito ativas, independentes e indispensáveis para o decorrer da série (a sexualidade dos personagens também é um tema recorrente na trama). Black Sails também consegue manter a constância no roteiro e encerra a história muito bem, antes que começasse a ficar enrolado e sem objetivo.

Black Sails GIFs - Find & Share on GIPHY

Black Sails é uma série com muita violência e cenas de sexo (estou avisando!), mas é uma aventura de alta qualidade tanto em produção quanto em roteiro. Os personagens são muito bem desenvolvidos e cada um tem um carisma único que faz a tarefa de escolher um favorito muito complicada.

Black Sails GIFs - Find & Share on GIPHY

                          Você nunca ouviu tanto a palavra “Fuck”

 

O meu tipo favorito de adaptação são essas que aproveitam a essência da história original, porém conseguem trazer algo novo para a trama, novos pontos de vista e temas ainda não explorados, fazendo jus ao original e ao mesmo tempo oferecendo uma nova proposta, afinal qual a graça de refazer sempre a mesma história? Temos como exemplo a série Penny Dreadful, inspirada em romances góticos e Bates Motel inspirada no clássico Psicose. (E é claro que Black Sails também entra na lista!).

                                                                                  Esse trio <3

Ps.: Créditos para a abertura da série <3

Related posts

Leave a Comment